quarta-feira, 17 de agosto de 2016

M A R

Quando todos os elementos que existem numa praia - terra; água; ar; e fogo ( sol. luz ) - se harmonizam dentro de nós.. sentimos Plenitude....
.
Julho. Mar de Monte Gordo

terça-feira, 16 de agosto de 2016

A voz da alma

A voz da alma
Sobre coisas da essência
Ouve-se melhor
Não em redes de malhas apressadas
Mas em bosques de silêncio partilhado
Com o falar dos pássaros e o sussurrar
Melancólico-doce dos riachos...
.
Eduardo Aleixo
.

Existe um patamar de consciência

Existe um patamar de consciência
Em que o amor é mais leve
E o olhar é mais sábio
Inocência sem idade
Feita de um saber não pensado
Nem imaginado,
Angélico, mas sem precisão de asas!
Porque é coisa do nosso mundo
Mas alcançado com coração renovado 
Sem egocentrismos 
Mãos dadas com os outros
Sem julgamentos
Olhar por dentro do olhar
Em que conhecer é gostar
Sem convenções 
Modo perfeito de saborear o verbo Amar.
.
Eduardo Aleixo
.
Em todas as datas e lugares

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Pôr do sol



Pôr do sol em Monte Gordo no último dia de Julho.

segunda-feira, 8 de agosto de 2016


Como este mar
Gosto eu de estar:
- Sereno..
.
Eduardo Aleixo 
( mar de Monte Gordo
Último dia de Julho )

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

E onde a música vem do vento



Foto Monte Gordo - 2016
.
De regresso
Sempre
À casa do mar
Meu lar
Regaço
Laço
Voz da manhã primeira
Onde não sou eco
Sou
Fonte
E falo
Sem palavras
A música
Que o vento
Coloca no bico das aves...
.
Eduardo Aleixo- 2013

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

ILIMITO-ME


ILIMITO-ME 
Ao olhar
Para o azul profundo
Do mar....
.
Eduardo Aleixo
( . ..em todas as datas
Junto do mar...)

sexta-feira, 15 de julho de 2016

O MAR


Adoro o mar
O grande Poema
.
Em todas as datas e lugares

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Irrompendo da Nascente


Olhando para o mar...
Lemhro-me sempre das águas
Irrompendo da Nascente....
.
Eduardo Aleixo
( em todas as datas e lugares )

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Momento certo


Talvez aconteça que no momento certo
Estejas dormindo
Para a palavra certa
Nem palavra
Bastaria coisa mais leve
Roçagar de brisa
Inclinar de ombro
Afagar de saia
Suspensão na chegada da onda
No regaço da praia...
Momento certo
Em que bastaria a palavra certa. .
.
Eduardo Aleixo
Maio de 2015