sábado, 14 de fevereiro de 2015

Como um parto doloroso

É sempre como um parto.
Doloroso.
Na névoa do tempo.
A conquista de outro espaço,
Luminoso.

Postar um comentário