sexta-feira, 16 de março de 2012

Dia que amanhã já findou

Poema de  Rita Aleixo
.

Perscruto o passado
Perscruto o futuro
Sondo memórias, falas e sonhos
Vejo imagens, palavras e mundos

Só para ver se me encontro
.
Mas nem num nem noutro mundo
Me escondo
Nem num nem noutro
Passado e futuro
Vivo
.
Apenas com um e outro
Me inspiro
Sorvo ar, experiência e valentia
Algum amor, inocência e sabedoria
Para acabar no ponto onde agora me encontro 
- O hoje
.
Dia que amanhã já findou
e onde amanhã já não sou.
.
RITA ALEIXO
.
Foto Net
Postar um comentário