quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Amorosamente acarinhados...


Sempre que nos  falamos e olhamos
sem teias nas palavras e sem brumas no olhar

é que nos vemos, amorosamente acarinhados
com o Todo

do céu e da terra
da vida e da morte

da alegria e da tristeza
da solidão e do abraço

do amor e das mágoas
da mentira e da verdade
Postar um comentário