terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Imaginações ( 1 )


As fontes












( foto de Lucília Ramos )

Apelo irresistível pelas fontes!

Mas fontes sentidas como se já conhecidas em tempos e espaços não lembrados, mas com afagos indesmentíveis de lembranças!

Saudades de lugares e de tempos fora dos  lugares e dos  limites do nosso tempo!

Inexistentes, improváveis e impossíveis, dentro da lógica da objectividade, eles existem ontologicamente em  mim, como se águas limpas no meu peito me deixassem ver curvado sobre um tempo que ficou indelevelmente gravado e que de súbito se esvai como se pertencesse à eternidade e deixasse a impressão suave de um sinal, de um trilho, de uma marca, de uma mensagem cinzelada como testemunho e testamento na pele invisível da minha alma!...   
Postar um comentário