quarta-feira, 2 de março de 2016

Bebo o sol

Sinto as árvores amigas
As folhas olham -me
Enquanto dançam no vento
O meu cão dorme na sombra da nespereira
Eu bebo o sol
Ouço os pássaros e o vento
Parou o tempo.
Eduardo Aleixo

Postar um comentário