sexta-feira, 9 de abril de 2010

Poema da autoria de - ÁGUA DO MAR

-
1º andamento: a música
-
Um dia disseste que o teu caminho
Era o das estrelas
E que a água mais não era do que a ponte
Que usavas para partir
De quando em vez.
E falaste do mar que havia ao sul
Numa praia com um sol de fogo ao entardecer...
Incauta aceitei a mão que me estendias e percorri uma
Das tuas pontes.
Deslumbrei-me ao ver o sol dum vermelho fogo
Que na linha do horizonte
Mergulhava no mar.
Senti na pele o tal vento suão
Trazendo no seu sopro brando o cheiro da maresia.
Uma e outra de todas as tuas pontes atravessei,
Toquei em todas as tuas estrelas
E conheci o teu riso
E o sabor do teu vinho.
Foram de rosas os dias desse tempo
Com o canto das cigarras pela noite
E o som da viola e do mar.
-
Poema cedido gentilmente pela amiga, ÁGUA DO MAR
-
Foto : praia do Ilheu das Rolas - S. Tomé.
Postar um comentário