domingo, 11 de abril de 2010

A tua alma ficará contente

Pedi-te o poema. Quase to roubei ! Publiquei-o...Acho que foi muito bem aceite. As pessoas gostaram...Eu sabia!... Nunca duvidei!..Conheço-te há muitos anos!..Sei que tens muitos poemas guardados, escondidos...Como muita gente, com o melhor de si, escondido!... Eu também andei muitos anos escondido!...
Basta! Mostremos o nosso rosto. Sem máscaras. Não sejamos, nem falsos modestos, nem vaidosos. Mas ...SEJAMOS!... Simples como as pedras, ou as flores do campo. Ou as águas dos ribeiros, que simplesmente ...correm...
Há sempre alguém que gosta das nossas flores e bebe, como se recebesse uma bênçâo, as nossas águas...
Faz um blog, amiga, e transfere para ele as coisas que estão nos teus sótãos, tristemente abandonadas....
Sabes... acho que a tua alma ficará muito contente.. e os outros também..
Um abraço. E obrigado por teres passado por à Beira de Água...
Que Deus te ajude sempre...
- Eduardo Aleixo
Postar um comentário