sábado, 7 de janeiro de 2012

A diferença entre a vida e a morte !

Gosto das águas correntes contentes saltitantes refrescantes deslizantes...
Vede  como correm simplesmente livres na corrente bailando como se não houvesse tempo...
Vede como no mar tempestuoso não se lembram já de que foram rio...
Vede como as estrelas do céu nelas se reflectem, os peixes saltam felizes, quando o sol vence a bruma e a névoa se dissipa no ar limpo deixando perpassar a sinfonia doce da manhã...
Vede a diferença entre o movimento livre e cantarolante das águas e a placidez morna, morta, pachorrenta, saposa, dos charcos, dos pântanos, das barragens sujas, da monotonia dos dias, cenário de seres vivos desencantados, sem horizontes para além das margens, limites sem pontes...


Vede a diferença entre a vida e a morte...


-
In o meu último livro,  " Os caminhos do silêncio "
Postar um comentário