quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Tesouro das brisas...

Onde entras e recebes brisa indelével sobre a pele da alma,
pegadas segredos registos de sorrisos e de lágrimas.
Nervuras dos teus passos,
Aroma dos teus percursos.
Sentes-te bem.
As pancadas do coração são harmónicas 
Com os sorrisos dos goiveiros,
Cumplicidade doce dos pássaros
Que sabem 
Que tudo fica guardado no tesouro das brisas....

Setembro
Postar um comentário