sábado, 5 de junho de 2010

A Manhã

Esta manhã
hoje
é um nome
FIAMA, Barcas Novas
-
É assim a manhã, um nome
para o mundo, abrir os olhos como
alguém que fala
Podem o tempo ou a
morte diurna
dar aos olhos abertos o nada das palavras
-
O sol será então
o silêncio no olhar ou a mão
sobre a testa
que faz descer as pálpebras
como se os dedos dessem à cabeça a verdade
submersa nesse nada
-
e a manhã viesse
não como sombra vasta vestir a voz
do corpo
mas cobri-la
da luz
das palavras que falam
-
GASTÃO CRUZ
In, OS POEMAS
-
Foto Google
Postar um comentário