quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Nada pode impedir o nascimento das estrelas

É difícil destronar as primeiras palavras!
Impensadas!
Seres
que nasceram do nada!
A mente não as destroi!
A sua força vem da fonte
das origens
do fundo do ser.
Não foi por acaso que nasceram:
estavam destinadas
a serem os alicerces do poema!
Como água das nascentes
ou lava dos vulcões
ou beijos apaixonados
ou frutos maduros da terra
nada pode impedir
o nascimento das estrelas
ou da criança
quando chega o tempo
de nascer!
-
Lx, 25/8/2010
-
" Os caminhos do silêncio "
-
Foto minha
Postar um comentário