terça-feira, 8 de outubro de 2013


Agora que vejo a dança e ouço a música 
Lembro-me estar certo 
Quando falo das águas puras
Livres e leves como o teu corpo alado
Sorriso aberto
Longe dos ruídos e dos ecos
Mergulho nas águas limpas
Subo leve em direcção ao céu azul
E debaixo das árvores
Sinto a quente doçura da terra...

Lx, 2011
Postar um comentário