sábado, 13 de novembro de 2010

Aos amigos verdadeiros

Presenças discretas,
Silenciosas,
Muitas vezes invisíveis,
Cintilantes,
Não parecem calorosas
Nem ardentes,
Mas são certas,
Sóbrias,
Permanentes.
-
Muitos de nós só o sabem
Muito tarde!
Poucos o sabem,
Cedo!
-
São como estrelas vigilantes
Nos céus das nossas vidas
Tantas vezes distraídas!...
-
Seres sublimes,
Luminosos,
Sensíveis,
Tão fortes,
Mas tão frágeis,
Corações que sofrem
E cantam
E rejubilam
Em silêncio...
-
Nada nos exigem!
Nada regateiam!
Apenas nos amam...
- São os amigos verdadeiros!...
-
In " As palavras são de água "
-
Foto Net
Postar um comentário