quarta-feira, 18 de maio de 2016

Poema do eucalipto

Eucalipto velho
Aprisionado
Entre os prédios da cidade
Tens um ar triste
Tal e qual uma pessoa muito só
E cheia de saudade !

Eduardo Aleixo
Lx- Julho
Postar um comentário