quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Entre dois mundos

Se não me surge a mensagem
na leveza da postura
do Ser,
procuro nas grutas da terra e do mar,
sem medo dos silvos
e das sombras
e das asas na penumbra,
os caminhos da luz,
o azul do céu e o azul das ondas,
sobre as quais outros barcos navegam
e outras músicas se levantam,
libertas asas me acenam,
corpos leves de risos
e de cantos
cantados por bocas
iguais à minha,
mas sem amargura nos lábios !...
Como é possível
ser o mesmo, o mar,
apenas (!) diferente, o olhar,
o respirar,
o andar,
o voar,
que deixa de o ser,
quando me ponho
para as asas
- estupidamente -
a...pensar !!
-
Lisboa, 28/01/2010
-
Os caminhos do silêncio
-
Foto tirada no ilhéu das Rolas, em S.Tomé e Príncipe,
em Junho de 2008
-
Ealeixo.
Postar um comentário