quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Inquietações

O que temos em nós de assente, de verdadeiro,/ Quando passa uma rajada de vento,/ Um turbilhão de sentimento,/ Um vazio que assola todo o ser por inteiro? /
Pode ser que reste algo de permanente,/ De eterno presente / No sorriso, no olhar, / Ou não… /
A luz no olhar será a mesma? / O sorriso em criança será o mesmo que em velho? / A vontade? A esperança? A tristeza? / Todo o sentimento que passa? / Será passageiro? /
-------------------------------------------
Rita
Postar um comentário