segunda-feira, 1 de junho de 2009

Poema dedicado ao Dia Mundial da Criança

Letras cor de pão
Um dia
já nem feito de memória
mas de harmonia!
O Fim em que por fim
olhamos como as crianças olham,
amamos como as crianças amam,
ferimos, mas sem culpa,
como a boca fere os alimentos...
Será contente a nossa refeição.
Os novos livros
têm letras cor de pão!...
( Lx, Maio de 2008 )
Postar um comentário