segunda-feira, 20 de julho de 2009

As palavras!...

As palavras são palavras.
Nuvens...
Instrumentos na mão do vento...
O vento, somos nós!
Se o vento entoar a canção do amor,
As palavras serão de amor.
Se o vento entoar a canção do ódio,
As palavras serão de ódio.
As palavras de amor são visitas habituais
Na morada do meu coração.
As outras...
Não entram nele,
Nem permito que se aproximem!
Limito-me a vê-las,
Bichos rastejantes,
Na viagem de regresso!
Postar um comentário