terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Rosto sombrio...

Rosto sombrio
de pestanas impassíveis !
Que relógio está parado
no teu peito adormecido....
Eduardo Aleixo
Postar um comentário