quarta-feira, 15 de abril de 2009

Conquista

- Poema, de Miguel Torga
- Foto, da autoria de Maria Pedrógão ( http://casademaio.blogspot.com/ ) , a quem agradeço, com muita amizade, a cedência gentil da sua linda foto ( tirada na Serra da Estrela: amanhecer na encosta da Torre.)
De que abismos irrompe a madrugada
E, feliz, amanhece!
Favorita velada
Do loiro sol que a aquece
Do seu alto passeio,
Vem da noite orvalhada
E rasga o manto onde escondia o seio.
-----
E o seu corpo presente
Brota como as ervilhas nos canteiros.
Alvo de amor, contente,
Dá flores, dá frutos, sente,
E cantam-lhe aves nos pendões cimeiros.
-----
Alegria é o seu nome verdadeiro.
Frescura a sua imagem natural.
Lutou pelo caminho traiçoeiro,
Quase um sapo a comeu num lodaçal.
Mas o dia rompeu,
E o mundo, agora, é luminoso e seu!
( Miguel Torga )
Postar um comentário