sexta-feira, 6 de março de 2009

É estranho: não há lugar para as mágoas!...

É com elevação o sentimento de unidade
que sinto no universo com os seres que amo
com quem falo no silêncio uma linguagem de amor
respeitosa, sublime, musical, bater de asas
leves, harmonia reunida em catedral de rosas,
carícias perfumadas, roçagar de mãos
como véus, os sorrisos são a música dos regatos,
suavidade de lua quando acaricio os teus seios...
É estranho!! Não há lugar para as mágoas!!...
Eduardo Aleixo
Postar um comentário