quarta-feira, 18 de março de 2009

Há um momento em que a juventude se perde

- Poema de Eduardo Graça ( a quem envio um abraço de amizade )
um momento em que a juventude se perde. É o momento
em que os seres se perdem. E é preciso saber aceitar. Mas
esse momento é duro.
---
Para ti um dia nascerá a luz e sem mim irás correr
atrás da tua memória e nunca me encontrarás nela
com os traços iguais aos do dia de hoje tão nítidos
presentes.
---
Ausente deixarei de te olhar. O teu corpo ficará
sempre igual ao meu corpo que se transformará
num eco longínquo ressoando em ti comigo lá
dentro.
---
Gostava de te ver sempre mas não posso. Um dia
todos os corpos se retiram e as viagens parecem
mais pequenas na cidade percorrida em círculos
concêntricos
---
Sei que nos encontrarmos agora é natural para ti,
Que me olhas e me interrogas silenciando o teu
medo de enfrentar o desconhecido numa espera
ausente
---
Para ti um dia nascerá a dúvida se afinal amaste
o suficiente. Se iluminaste a vida com a tua luz
própria ou se a roubaste aos outros sem sombra
de perdão
---
É esse o momento em que a juventude se perde
e com ela se esvai a inocência. É preciso saber
aceitar. Esse momento é duro e estarás só, sem
ninguém
( Livro: " Há um momento em que a juventude se perde..." - de Eduardo Graça - livro dedicado ao seu filho )
Postar um comentário