quarta-feira, 30 de julho de 2008

Acordaste.

Bastou uma palavra.
Nem isso:
Um simples gesto de amor!
Acordaste,
Abriste a janela,
Sorriste:
A vida tem outra côr!
Eduardo Aleixo
Postar um comentário