sexta-feira, 25 de julho de 2008

Onde estão as minhas vestes?

Um meteorito caiu
Montado nele vim eu
Que notícias de Infinito
Que anos perdidos de ceu !
Foi ilusão pretender
Ser dono do paraíso
Contar histórias encantadas
De noites sem voz e sem riso ...
Um meteorito caiu
Montado nele vim eu
Onde estão as minhas vestes?
Nem na terra nem no ceu!
Eduardo Aleixo
Postar um comentário